Bem-vindo ao site do CEH Ricardo Nardelli

CENTRO DE

APOIO TÉCNICO

AO PATRIMÔNIO

Sobre o CATP

 

O Centro de Apoio Técnico ao Patrimônio foi criado em maio de 2003 pela Lei Municipal 4.681. É o órgão técnico da Prefeitura, formado por técnicos de seis áreas ligadas ao patrimônio, responsável pela proteção do patrimônio cultural (móvel e imóvel) e natural, tanto no que se refere à gestão do acervo dos museus legalmente instituídos em Ribeirão Pires, como também na elaboração de inventários de bens culturais de interesse público, na instrução de processos de tombamento e na análise de projetos em áreas sob supervisão especial, mantendo continuamente pesquisa sobre a história da cidade.

 

É um órgão semelhante à UPPH - Unidade de Preservação do Patrimônio Histórico, vinculada à Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, que oferece apoio técnico aos estudos de tombamento autorizados pelo CONDEPHAAT - Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico de São Paulo. Em RIbeirão Pires, cabe ao CATP cumprir o mesmo papel de prover estudos técnicos para embasar as decisões do Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural e Natural de Ribeirão Pires.

 

Atribuições do CATP:

 

1 - realizar o inventário dos bens culturais e naturais em todas as suas etapas e mantê-lo atualizado
2 - elaborar diretrizes de supervisionamento, de uso ou de tombamento para os bens móveis e imóveis considerados de interesse
3 - elaborar ou analisar projetos de intervenção (construção, restauro, reforma, ampliação, mudança de uso) em bens patrimoniados, tombados ou sob supervisão especial, públicos ou privados, inclusive em assuntos relativos aos espaços envoltórios

4 - encaminhar proposições e estudos atinentes às questões de preservação e proteção, e subsidiar tecnicamente o Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural e Natural do Município da Estância Turística de Ribeirão Pires
5 - subsidiar tecnicamente, nas questões relativas ao patrimônio, o trabalho de planejamento e controle urbano;
6 - sistematizar informações e material para compor estratégias de educação patrimonial;
7 - inventariar, sistematizar e catalogar os bens culturais móveis do Município e;
8 - participar de comissões de avaliação de documentação no Município e da organização de arquivos municipais (Câmara Municipal, Cartórios, Prefeitura, Delegacia de Polícia, Fórum, Hospitais, Empresas, Escolas, Sindicatos Igrejas, Jornais, etc.).

 

Para auxiliar os munícipes na compreensão do importante papel do CATP, elaboramos uma cartilha digital intitulada "Os 10 mitos do Patrimônio Cultural"

Downloads

Cartilha - Os 10 mitos do Patrimônio Cultural (baixar)

Horários e Informações

Doação de objetos

Fale Conosco

Desenvolvido por Marcílio Duarte. 2017. Direitos autorais doados ao município de Ribeirão Pires.